Medo

Quando estamos bem e na rotina diária não imaginamos a série de sentimentos que nossa mente pode produzir ou sentir. Quando pinta o medo é um deles.

O que seria medo? Sentir medo?

Para alguns essa sensação nada mais é que o controle social e o único mecanismo capaz de manter a ordem e o respeito entre as pessoas. Seria a alternativa mais eficaz para manter a ordem.

Outros acreditam que o medo é orgânico e inerente ao ser humano. Se você tem seus sentidos e órgãos em perfeito funcionamento ganha no pacote o medo de determinada coisa, bicho, lugar ou acontecimento.

Tem aqueles que acreditam que o medo é para os fracos, e a superação dele é meio caminho andado para ser, pessoa, mais feliz.

Por ultimo, e por não ter feito qualquer pesquisa das variações de medo, tem aqueles que levam a vida acreditando que o medo está voltado para a idéia de coisa, perda, troca, apego. Não necessariamente nessa ordem mas incluímos ainda o sentimento verdadeiro que pode sim trazer medo. Explico.

Quando estamos no risco de perder alguém por exemplo.

No último fim de semana, no mesmo sábado que a seleção canarinho era testada mais uma vez na sua ultima apresentação na copa que teve, minha genitora passou por testes de resistência que concluímos em bom e sério tratamento de saúde a ser feito. Com urgência.

As cenas que assisti e trabalhei para que o resultado fosse o mais suave possível não saíram desta cabeça até agora. Algumas inclusive despertou o sentimento de culpa, tipo, “porque não fiz isso ou aquilo”. Enfim, fiz o que fiz e na certeza de ter feito por amor.

E ufa, deu tudo certo!

Nessa história toda o meu medo entra na ultima categoria listada acima, o da perda da pessoa amada. Seja ela quem for, por mais descolado e/ou desapegado a idéia de perder quem amamos não gostamos sequer imaginar.

Egoísmo? Apego?

Sinceramente prefiro não pensar. Prefiro sim viver e estar da melhor maneira possível com aqueles que amo.

Mas os pensamentos são teimosos e ficamos a todo tempo naquela, “aí meu pai será?”, “e agora?”, “e seee?”, “tenho que fazer isso a partir de hoje e aquilo a partir de amanhã”….

E seeeee nada, Já estou no momento de esperança racional, a vida é essa e não tenho que ser contra a ela e sim a favor dela. Vamos levantar da cadeira da neurose e agir. Agir a favor de que essa oportunidade seja melhor e mais saudável na certeza que qualquer episódio serve sim, por mais duro que seja as vezes, para que sejamos pessoas melhores.

Sim okei, mas e se não entender o recado?!

A vida com certeza vai ensinar aquele que está disposto a aprender.

Anúncios

Um Comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s