Categoria: que merda!

nós é futil?

tô vendo a reprise do realit show do multishow (é tanto show né?!?!?) chamado nós 3.

pra quem não viu ou não conhece, nós 3 retrata a vida de três melhores amigas “sofredoras” moradoras da zona sul carioca, estudantes da puc-rio,  frequentadoras do baixo gávea e das noites de college rock da casa da matriz, e estagiárias de empresas do nipe (náipe) da sony music.

bilingues, ex-moradoras de cidades do exterior, e muito convictas daquilo que fazem. as meninas toparam ser seguidas por uma câmera e mostrar as alegrias (muitas) e tristezas de serem quem são.

já apresentei essa obra prima de mais um reality da tv a cabo. agora vem aí as minhas constatações:

  1. CHEGA DE REALITY SHOW!!!!! SERÁ QUE É SÓ ISSO QUE OS PRODUTORES SABEM FAZER???? em caixa alta. pois eu tô gritando mesmo;
  2. é latente o comportamento tão peculiar de uma típica menina do rio. ou melhor, da zona sul do rio. que fique bem claro… as garotas tem grana e tudo que querem. vão a todos os lugares, de sushi bar até boteco de esquina degustar cerveja em garrafa, noitadas de rock e de música eletrônica, passam o final de semana em sp só para assistir um show e fazer umas comprinhas. resumo, não tem tempo ruim. nunca;
  3. tirando a peculiaridade comportamental do ítem acima, a série chove no molhado quando quer retratar as crises, anseios e angústias vividas pelas 3. todo o tempo tenho aquela sensação de já ter visto isso tudo em algum lugar. caracteriza o fim de mais essa fórmula copiada da gringa. já tá no piéguismo;
  4. uma passa uns dias na califórnia para visitar o namorado americano, a outra mora sozinha em uma cobertura na gávea, e a outra faz estágio na sony music. não sei se nessa ordem, ou se cada uma tem o que disse ou se isso tudo é de uma só. e mais o quê?;

já tá chato transformar a vida real em espetáculo. acho que não funciona mais, não tem ação. temos ótimos escritores de ficção, roteiristas, novos cineastas, e atores para pôr nas telas histórias que nos emocione e nos faça refletir o mundo de outra maneira.

vendo nós 3, num sei bem qual é a sensação que tenho. mas as vezes, ou quase sempre beira a futilidade. aquilo tudo é real como o projeto do programa propõe, essas garotas simplesmente vivem a vida que elas podem e desejam viver, bacana. mas uma vez que é exposta, periga pessoas como eu, ou você caro leitor, analisar a partir daquilo que vivemos, aprendemos e sofremos no dia-a-dia.

 

novo nada.

o google wave já é notícia velha. a quente do momento na gigante da internet é o novo orkut.

lançado em coletiva de imprensa no último dia 30 de outubro em são paulo, o novo orkut chega com a tarefa de derrubar seu concorrente de frente, o facebook, e manter-se na dianteira como o site de relacionamentos mais bombado da rede.

só que os orkuteiros de plantão tem de ter calma. pois, a nova versão ainda não está disponível para acesso de qualquer mortal. por enquanto, a dita ferramenta só está disponível para teste e para alguns previlegiados (?) com senha/convite. como antigamente…

no mais, como estamos no espaço underground da internet já tem gente especulando e vendendo no mercado “alternativo” o referido convite para clique livre dos mais afoitos. o que está sendo condenado por alguns especialistas. já que tem hacker na área distribuindo vírus mascarado de convite.

em tempo, um blog criado pela empresa dá dicas de como utilizar o novo brinquedinho e promete distribuir convites em breve. se tiver paciência acompanhe até ser agraciado.

em tempo (de novo), o tal blog tem vários vídeos com um personagem feliz criado por eles chamado Danilo Miedi, foto abaixo, expressando sua felicidade empolgante a partir do interesse das pessoas no novo orkut. em tempo (mais uma vez), o dito blog está com 17.048 seguidores e no último post tem nada mesnos que 1228 comentários.

tenho a sensação de conhecer esse cara de algum lugar.

eu

 

hackers.

um amigo da área de TI de uma grande empresa, informou que o sistema do google fora invadido por meninos de conduta duvidosa no dia de ontem. por sugestão, já que não sabe qual é a dimensão do estrago, falou para trocar todas as senhas dos emails e sites de relacionamentos atendidos  pela  mega das soluções  e distrações virtuais.

então. se você tiver gmail, orkut, yahoo, blogger, etc. troque sua senha agora ou perca tudo para sempre…

o sabão? também é utilidade pública.

leblon de novo???

para evitar a fadiga, como dizia aquele carteiro chato do manjaaado chaves, passo batido da nova novela das 20H. ou melhor, a muito que as deixo de ver como os senhores bem sabem. mas, a que está rolando agora no informado horário definitivamente quero ficar bem longe.

vejam porque:

  1. de novo helena? o que o autor papai noel tem com esse nome gente?!?!
  2. de novo no leblon? isso deve ser porque ele mora lá. e de lá não deve sair. bairrista que só…
  3. crises familiares e existenciais;
  4. cada cena com mais de 5 minutos;
  5. aquela atriz que não lembro o nome de novo fazendo o papel da (ex) esposa chata e amargurada;
  6. josé mayer (assim que se escreve?) de novo em papel de vovô garoto;
  7. abertura com bossa nova;
  8. todos, eu disse todos, os personagens moram no leblon e são, no mínimo, de classe média;
  9. o velho e piégas, mas com nomenclatura nova, marketing social. em breve terá algum diretor de clínica de reabilitação dando depoimento-texto sobre determinada doença e/ou vício. no caso dessa telenovela, já percebemos que trabalharão com o “inédito” tema sobre drogas;
  10. já perceberam que o título com a palavra vida sempre está presente nas novelas do já informado autor papai noel? só faço outra pergunta: vida de quem? das madames aristocratas do metro quadrado mais caro do brasil?
  11. valha me deus!

propaganda.

bem diferente da propaganda do novo celular da sansung, que está tirando a paciência dos leitores do site da erika palomino atrapalhando a leitura das matérias sobre música e comportamento. a família google (não tô tirando nada com isso. prometo. nem um vintém se quer…) com seu filhote gmail, brinda a sutileza e criatividade em chamar atenção dos usuários com links discretos que aguçam a curiosidade de qualquer mortal ao invés de irritá-lo com plocs e janelas surpresas.

digo isso. porque além de ser um dos leitores irritados com a propaganda acima, que somente afasta ao invés de agregar, sou um feliz usuário do email do google que a cada dia descubro coisas novas se assim for da minha vontade. alô marqueteiros de plantão!!!

hoje pela manhã, li uma interessante matéria no site do valor online que em didáticos quatro parágrafos explicou-me a recente pontuação do brasil naquele chamado risco internacional de investimentos. que na mesma manhã, descobri ainda que no “economês” é vulgarmente chamado de EMBI+Brasil (O Emerging Markets Bond Index – Brasil). toda essa informação estava em um link acima da minha caixa de entrada.

será que, se tivesse um balãozinho piscando na minha tela daria tanta importância? é claro que não. essas criaturas deveriam de ser banidas do universo da internet.

em tempo. a tal propaganda do celular daquela marca que já falei, não possui sequer aquele bendito (x)zinho que nos livra desses infortúnios da rede em momentos de leituras soltas. resultado, o leitor fica sem ler os dois primeiros paragráfos de qualquer matéria do site ep atualmente. uma pena!

alô erika palomino!!!!

errou? tudo bem, tente de novo…

as vezes meus discurssos são meio incoerentes por não conseguir pôr em prática as coisas que acredito.

confuso?

pois é.

é dessa forma que me encontro escrevendo o dito post. sacanagem minha né? um tempão sem lhes visitar e quando retorno apresento esses conceitos de crise, etc.

errar é humano e muita das vezes é errando que se aprende.

o pai maior, ou aquele deus que cada um de vocês acreditam, nos dá a oportunidade de cometer erros ao longo da vida, voltar atrás, reparar, desculpar e seguir em frente lembrando do momento apenas como um fato que não voltará a cometer.

é esse meu discursso.

já a prática…

confesso que prefiro ser magoado do que magoar alguém. não é complexo de inferioridade, teste para cargo de mago da perfeição ou muito menos uma espécie de masoquismo emocional que me fora confiado ao longo da vida. sei lá, é assim. com as pessoas que amo então, nem se fala. os amigos, família e com os relacionamentos amorosos gosto de tratá-los com carinho e a certeza que sou sempre a melhor pessoa para estar ao lado deles em qualquer momento da vida. mesmo naqueles dias que não estou bem…

estranho né?!?! me cobro muito me tratando dessa maneira. já melhorei um pouco, mas em certas situações prefiro estar do outro lado do que ser causador de blocos desagradáveis.

na minha insana cabeça, não posso vacilar com ninguém. tenho que ser sempre instrumento de bem estar e satisfação para os que me cercam e os que por mim passam. não tolero ser agressivo, incompreensivo, grosseiro, displicente, distraído, e muito menos dizer não a quem quero bem.

vocês devem estar se perguntando: ele é desse mundo? pois é. também me faço essa pergunta.

cometi um vacilo com uma amiga que amo do fio de cabelo ao dedão do pé. resultado: não durmo, não como direito, e a todo tempo me cobro com a certeza de que se tivesse a oportunidade de voltar o tempo faria exatamente tudo diferente.

que brabo!

é só discursso o que escreverei. mas tenho que fechar o post com algo bacana e verdadeiro, menos para este que vos escrevem pois não consegue por em prática.

vai lá:

voltar ao tempo, impossível. com certeza serei uma pessoa diferente depois do ocorrido e com certeza todos cometem erros e estão aí para repará-los e aprender com eles (eu sei, eu sei. já escrevi isso lá em cima. mas não custa lembrar para tentar fixar na mente). acho que tenho uma conduta “bacaninha” perante ao mundo que vivemos, então porque se cobrar tanto? porque encaro como fim do mundo um deslize cometido que naturalmente existe a possibilidade de ser diferente?

fazer da vida algo mais interessante está incluído os bons momentos que ela nos proporciona, e os difíceis para que façamos de tudo que eles venham nos encontrar “por aqui” uma única vez.

tenho que pedir perdão, perdoar, me perdoar, e aprender.

“as últimas”.

1- a gripe suína é questão de higiene pessoal não de saúde pública. ver o fantástico ensinando a lavar a mão foi o mico do ano!!!! acho que toda mãe educada e preocupada com a educação das suas crias as ensinaram desde cedo a lavar as mãos. antes de comer, após a brincadeira, depois de ir ao banheiro…

2- olaria é a boa do inverno. pra quem gosta de cerveja gelada e boa comida, uma praça deste bairro (desculpas, mas não lembro o nome da dita praça) serve em inúmeras barraquinhas generosas porções de contra-filé com batata frita, peixe, churrasco misto, etc. isso tudo feito na hora. quando digo “porção generosa” não é aquele datado pratinho de inox não, é uma bandeja mesmo. a qual a abundante iguaria chega a mesa pelando e caindo pelo caminho. fui lá com mais quatro amigos, comemos iscas de filé com fritas e bebemos váááárias geladas. pasmem, pagamos R$50,00 (cinquenta reais) na conta;

3- todos sabem que a igreja universal (o top 10 da atual parada de sucessos!!!!!) utiliza a fé do povo para rechear seus cofres e chegar ao que a igreja católica é hoje: inúmeras terras, muito ouro, e uma história construida com escandalos e absurdos mais. assim como, todos sabem que a globo, mesmo não sendo nenhuma das instituições informadas acima, construiu seu império tirando e colocando presidentes, apoiando ditaduras equivocadas, e sempre jogando bola no time que dá mais. enfim, com alguns diferencias nos respectivos enredos mas todos em busca do mesmo ideal: poder;

4- no domingão dos pais, para finalizar minha semana de comemorações, fui a famosa feijoada do salgueiro. o esquema é assim: R$20 merréu, ganha uma camisa bacana, um prato do cardápio tema do evento e ainda curte “bons” shows.

(glossário: “bons” – no dito domingo, era a cacura do bebeto e seu repertório-coleção-de-mulheres (toda a música do antigo rei do baile leva o nome de alguma moçoila em seu refrão). ele era de fato um garanhão ou utilizava esse recurso para manter a sua fama de mau? ah?!?! e depois vieram os saltitantes do “quilombo de irajá”. cara. os caras tocam bem, mas ó, brincadeira. pulavam mais que cantavam. e a insistência para que todos os presentes batessem palmas estava irritando… na palma da mão, na palma da mão. thá, thá, thá. na palma da mão, na palma da mão. thá, thá, thá…)

o ítem 4 continua:

o lado chato é que a feijoada estava gostosa, porém gelada. e o ar condicionado da quadra deixava todos inibidos e encolhidos. parecia a sibéria. um amigo foi falar com o diretor do espaço sobre o frio que assolava o ambiente e pasmem: “por motivos da gripe suína, deixamos o condicionador de ar nesta temperatura para inibir o virus que tá matando as nossas criancinhas brasileiras“.

se tinham 200 pessoas naquela quadra era muito e o lugar é gigantesco. só me pergunto, o que serão dos ensaios e escolha dos sambas que em breve estarão lotando as quadras???

5- o bonde assassino. em santa teresa, um bondinho acaba de matar um turista…

6- o time assassino. no estádio olimpico em porto alegre, o grêmio acaba de dar uma surra no meu flamengo de 4×1. o que nos alivia, é que o fluminese perdeu no maracanã para o coritiba e periga voltar a 2ª divisão;

7- sábado que vem, discoland no saara;

8- a vovó do pop faz aniversário hoje né?!?!?!

animada né?!?!?! tudo esse lenço-chifre da vuiton

animada né?!?!?! tudo esse lenço-chifre da vuitton

roberto carlos 50 anos – parte II.

não vá pensando que as imagens bizarras contidas no post abaixo são referentes a alguma homenagem pelos 50 anos do dito rei. que por sinal, já fora saturadamente comemorados… e vamos combinar, as fotos ultrapassam ou não a barreira do mau gosto?

então.

confesso que tenho uma implicância e um certo desconforto com esse movimento todo em torno de uma figura que já deu tudo que tinha que dar. sabendo é lógico, que os marqueteiros de plantão, de uns três anos pra cá, pularam na frente de roberto carlos e equipe sugerindo ao cantor uma imagem mais leve, renovada, longe das maluquices do T.O.C. (ou vocês acharam que o guarda roupa todo azul e branco tinha uma ligação religiosa??? na na ni na…), estranhas manias, e tentar a todo custo conquistar outras gerações, digo, as mais novas (skank cantando calhambeque, mulheres cantam roberto carlos, e por aí vai…).  se resolveu, ou foi alcançado o objetivo não sei. só sei que a minha pessoa continua sem ser convencida diante da medonha titularidade de rei dada não sei por quem ao cidadão famoso de cachoeira de itapemirim.

dentro de um balde onde as teorias conspiratórias dominam e afogam esse que vos escrevem, desde quando minha parca consciência política começou a criar asas em minha cabeça, quando ouço o refrão você foi o maior dos meu sonhos e coisa e tal e tal e coisa vem-me logo a lembrança da ditadura militar, rede globo, e criação de um mito para despistar o foco assassino daquela época.

é maluqice minha?

sei não.

enquanto chico buarque e cia cantavam letras cheias de nuances e pegadinhas para driblar os senhorinhos da censura, RC e sua turma cabeluda vulgarmente chamada de “jovem guarda” serviam café da manhã para seus amores e bombavam nas paradas de sucesso com outras canções não menos melosas e totalmente desfocadas da realidade da época. músicas para a pessoa amada não é feio e muito menos um mico, é bacana, relaxante e emocionante.

combinaremos ainda, que o título de majestada aliado a um contrato vitalício com a maior emissora de TV da américa do sul soa um tanto estranho. letras com batimento cardio lento enquanto os estudantes brasileiros morriam em passeatas, eram proibidos de estudar filosofia, história e sociologia, não podiam viver em grupo, por vezes eram sequestrados por uma espécie de CIA tupiniquim e sofriam todo o tipo de tortura bárbara em nome da ordem duvidosa que os ultra-conservadores militares queriam impor ao brasil. meu caro companheiro, é no mínimo objeto de uma tese que daria pano pra manga.

é sabido que hoje, todos pintam de politicamente corretos. mas é sabido também, que as organizações globo são o que são devido ao apoio irrestrito a época que alguns até hoje chamam de anos de chumbo. colocaram malu mader e cláudia abreu dançando rock, usando jeans e pulando muro em minissérie temática sobre a época, anos rebeldes. depois apoiaram uma película do bruno barreto com título-pergunta, com a engraçadinha fernanda torres pegando um voô e sendo exilada com fernando gabeira na pele de pedro cardoso nos estados unidos, o que é isso companheiro?  duas obras com sucesso de público e crítica, que tem o romance e jogos amorosos como pano de frente. uma coisa sejamos francos mais nem tanto… 

roberto carlos, rede globo e ditadura militar, tudo a ver. botaram o bonitão violando cantigas de amor para entreter as massas e abafar as verdades chocantes que os bancos universitários e as ruas do rio e são paulo viviam e sofriam nos já ditos anos de chumbo.

a tempestade que caiu no momento da celebração de 50 anos do pseudo rei no maracanã, nada mais representou as milhares de lágrimas caídas em uma história que teve seus arquivos queimados pelo exército.

respeito é bom e todos gostam…

estava voltando para casa na última terça-feira, quando o ônibus sobe a ponte uma pessoa calorenta abre a janela do banco a qual estava sentado. o caro leitor dirá nada de mais, o cara tá com calor e qual é o problema?!?!?!

o problema é que naquela noite, ao passar por um relógio de rua da presidente vargas o mesmo (não sei se estava regulado) marcava exatos 16º. dirá o caro leito mais uma vez, principalmente os interestaduais: qual é o problema, o que são 16 graus?!?!?!

bem. por ser uma terra quente, quando faz 16º no rio de janeiro isso aqui fica parecendo a sibéria.

voltamos ao nosso relato…

todos batendo o queixo, e o rapaz que parecia ter saido de uma festa ao lado de um vulcão em erupção, estava com a cara pra fora da janela como se tivesse conhecido a vista da baia da guanabara naquela noite.

após todos os passageiros que estavam próximos do foguento pegar casacos, xales e gorros e reclamarem pencas surge do nada um senhor com pinta de segurança da primeira dama, pede licença educadamente ao raparigo e simplesmente fecha a janela com toda “delicadeza” e volta naturalmente para o lugar de onde saiu…

pensei. ferrou, agora o côro vai comer… que nada, a pessoa com corpo quente ficou de bobeira olhando para trás sem saber o que tinha acontecido…

e os outros passageiros?

deram uma salva de palmas para o stallone de são gonçalo…

é.

choque?

o país mais populoso do mundo e com a população de usuários de internet também maior do mundo,  está sofrendo tanto com a epidemia de viciados pela rede que além das suas 200 organizações especializadas em tentar convercer uma turma que existe um mundo melhor fora do monitor LCD, foi criada por um médico local a terapia de eletrochoque para os que sofrem do tal vício.

é. a china tá mandando seus filhos viciados em internet  para uma clínica que dizem parecer um quartel general. na maioria das vezes, os jovens, que mais sofrem do tal vício, são arrancados da frente da máquina e jogados nas mãos de um tal de Dr. Yang Yonxin (pode ter certeza que anotar o nome  foi copy na íntegra da minha fonte) e equipe. que ao longo do “tratamento” sugere atividades nada convencionais as suas vítimas, ou seriam pacientes (?).

coerente, porém atrasado, o ministério da saúde local divulgou nota informando que o equivocado e violento tratamento de nada adianta para livrar o povo de beijin e arredores do vício que tá sacudindo mais que a cracolândia na boca do lixo em sp.

fica a esperança da recuperação desse povo, que já sofre bastante com a desilusão perante a seu futuro, poluição, baixa remuneração, etc.

fonte info

08242162

cadê o depoimento???

fui para o you tube a caça do comentado vídeo que um ex-pastor da igreja universal abre o verbo e mete o malho no templo do edir macedo e cia.

para surpresa deste que vos escrevem, há vários vídeos com “títulos pegadinha”. a qual o espectador curioso como eu adicionará no campo pesquisa uma informação para busca, e quando olha o conteúdo não é nada daquilo que tá escrito acima.

exemplo. escrevi lá: depoimento pastor igreja universal, apareceram umas 10 opções. cliquei logo no primeiro pois era o mais recente com o título “veja mais um caso absurdo envolvendo a igreja universal“. como cenário, um vitral de gosto duvidoso. e o depoente, um rapaz tajado com camisa de botões e escondendo o microfone que aparece todo tempo informando que após a entrada na referida instituição religiosa ele acredita em um deus vivo…

a forma que a dita igreja utiliza para pregar sua fé sinceramente, não é da minha conta. ado, a-ado, cada um no seu quadrado (é a música babaca de maior serventia para situações como essa). o que não entendo é que processaram o you tube, determinaram a tirada do tal vídeo do ar, e encheram o site com material de gosto duvidoso e títulos enganosos. fazendo-me lembrar e salientar do velho ditado mais apropriado para a ocasião: quem não deve não teme.

para minha sorte, como nem tudo está perdido, (não, eu não localizei, ainda, a filmagem que realmente queria ver.) logo abaixo nas sugestões cliquei em um da maria rita acompanhada do quinteto branco e preto cantando a melhor música do arlindo cruz até a presente.

vamos começar a terça-feira sambando? entreguem-se prá jesus:

viva a incoerência!!!!

ao pegar o ônibus para voltar pra casa na noite de ontem, tinha um senhor na fila para entrar mascando chiclete e reclamando que acabara de pisar em um… dois minutos após a partida do coletivo o dito abre a janela, faz uma bolinha na goma que mastigara e o lança majestosamente na rua.

essa merecia um pano branco rápido e aquela cutucada no ombro seguida de um breve lembrete/esporro.

já viu tudo na vida?

é sabido que as imagens abaixo és do vídeo mais visto do you tube nas últimas semanas. contudo,  vale a pena fazer um copy do mesmo e perguntar se algum dos senhores leitores conhecem alguma conselheira tutelar para denunciar a insana da mãe e consequentemente levar ao juízo de menores para julgar o processo de perda da guarda dessa criança/adulta? 

você torce pra quê?

sou flamenguista desde criancinha, isso todos já sabem. o que vocês derrepente não sabem que o fanatismo e o total desapego as questões do mundo me assusta um pouco, ou melhor, muito.

fui poucas vezes ao maráca assistir meu time, não por falta de oportunidade. as cores, a bandeira, as brincadeiras com os adversários principalmente, gosto bastante. as partidas, tirando o falecido obina que me irritava profundamente, são sempre emocionantes e históricas (até as que o flamengo parece estar em um concurso de tango). Mas, não quero nesse post falar de futebol ou do flamengo pois isso qualquer tablóide especializado e/ou telejornal  nos informa diariamente.

quero tecer nesse diário digital, a relação dos grupos de torcidas com seu respectivo time e com aquilo que seria necessário sua atuação mesmo a violenta que no fundo no fundo descordo.

difícil?

explico.

moramos em um país maravilhoso, abençoado por deus, rico de natureza (ainda), alegre, matuto, mulato, e de 3º mundo, pobre, injusto, violento, corrupto, ignorante, faminto, e de outras tantas mazelas e belezas.

com sinceridade.  dado o parágrafo acima é compreensivo que um grupo de sujeitos se esbofeteiam, percam a voz, se machuquem, enlouqueçam, e reividicam por um escudo de duas ou três cores  enquanto tem gente morrendo de fome, os impostos aumentando, o salário sendo o mesmo, as condições das cidades estarem da forma degradante que estão, o acesso a educação ser tão difícil e restrito, onde o acesso a justiça, a cultura e a arte serem artigos de luxo e restritos a uma minoria?

apesar de ser um perna de pau gosto de futebol, e gosto muito do meu flamengo. e quero deixar claro que o dito post não é uma ode pseudo-intelectual em prol do fim da diversão do povo. o que considero é exatamente isso, o futebol ser lazer, diversão. não motivo para tomar calmantes, deixar de durmir, e/ou de ser um cidadão desequilibrado. o que sugiro e questiono nessas linhas,  é qual torcida fazemos e para o que. e o que essas torcidas poderiam fazer por uma sociedade melhor e mais digna.

vejam só, um clássico no maracanã chega a reunir de 60 a 70 mil pagantes (a famosa casa cheia) já imaginaram esse povo todo na frente da alerj ali na 1º de março em dia de assembléia pública pleiteando melhores condições no trânsito e consequente redução da passagem dos ônibus interurbanos? a de convir, que andar de ônibus no rio ou em qualquer outra capital é uma verdadeira epopéia de custo muito alto para o usuário.

já imaginaram esse mesmo público exigindo redução da comediante taxa de juros? pleiteando a preservação das nossas matas e riquezas naturais? pela reforma e manutenção de todos os hospitais públicos? pelo fim das ações duvidosas de políticos picaretas? etc.

poderia ficar até o dia de amanhã enumerando sugestões para as torcidas equivocadas de hoje e de sempre. posso relatar essa opnião de maneira confusa, talvez. ou, algum mestre em comportamento humano pode estar lendo o presente e me chamando de maluco e tarado. pois torcida é igual em qualquer lugar do mundo, principalmente as mais numerosas. mas na  minha cachola não entra essa possibilidade de ter tanta gente ausente dos problemas que nos afetam e estão a nossa frente (me incluo nessa gente). e essas torcidas, a nossa torcida, deveria ser trevosa como se apresenta para verdadeiros e mais dignos propósitos.

torcer é sadio, viver em grupo mais ainda além de ser de elevada e rica importância. mas a pergunta fica na cabeça, você torce pra quê?

gordinho besta.

jô soares agora tem uma bancada com umas senhorinhas comentando fatos da atualidade (por falar em senhorinhas, cher, a cantora com cara de cavalo, faz 63 anos hoje. você não seria ninguém sem saber disso né?!?!), tipo aquele saia justa da tv a cabo.

educadíssimas e bem produzidas, as ditas discorrem sugestões acerca das CPI’S até a última rodada da copa do brasil.

acompanhei o bate-papo das moçoilas, para saber como a cópia ampliada do david letterman se sairia dividindo a atenção das câmeras e da platéia com quatro madames frequentadoras dos cursos milionários da escolinha metida a besta casa do saber.

sono. muito sono…

que papo chato de pseudo-intelectual.

a criatividade do soares foi secando quando o colocaram atrás de uma bancada para contar piadinhas, tirar sarro dos entrevistados, e comandar uma banda de jazz abrindo e fechando a mão. ele que é bobo, subestimaram sua inteligência bunitinho.

to fora do papo retrô que no sbt ele era mais interessante e criativo, ele não mudou, és o mesmo. a diferença que no início dos anos 90 tv a cabo não existia, e a “novidade” para nós telespectadores do terceiro mundo já estava nas paradas de sucesso na medição da audiência nas tvs dos países do norte.

continuei com um sono danado e com aquela sensação que já tinha visto aquilo tudo em algum outro lugar. é uma pena, pois mesmo dentro da sua sutil prepotência jô soares tinha tudo para ser melhor do que é.