Categoria: mala

prêmio.

ao assistir o tal prêmio multishow na noite de ontem, não teve outra reação deste que vos escrevem a não ser… dormir. que sono cara!!!!

essas premiações, como outras manias, copiadas da gringa realmente são bem chatas. melhor isso, melhor aquilo… mas ó,  a do canal joven da globosat estava devagar e bem abaixo daquelas promovidas pela MTV. ou vocês acham que foi o multishow que trouxe a idéia para nossa terra? na na ni na. a music television brasileira promove seu VMB desde 1995. ano que o referido canal esbanjou criatividade e talento em um programa ao vivo direto do Memorial da América Latina. bons tempos da MTV…

mas a troca de lugar, agora tá no citibank hall, foi um ponto a favor para o evento de ontem à noite deixando o dito cada vez mais parecido com o da mtvê. antes acontecia no theatro municipal…  até os apresentadores do manjado tapete vermelho já foram do canal de música.

como não passei do acima citado tapete vermelho e das piadinhas sem graça do texto decorado da fernanda torres (prefiro a vani dos normais),  fico impedido de tecer mais dos meus valiosos e indispensáveis comentários.

mas, fica a mensagem que até o canal jovem das organizações globo é careta. isso aí, caretice é mais adequado para o que foi visto na noite desta terça-feira.

z z z z z z que sono…

ps.: em tempo, o VMB da MTVê já tá marcado…

o mundo é dos bárbaros!!!

mais uma de ônibus:

estava no ônibus indo para o centro do rio na manhã de ontem. por algum tipo de milagre o coletivo estava cheio (todos os bancos ocupados.) mas com algumas poucas pessoas em pé.

no grupo das pessoas que estavam de pé, tinha um pobre rapaz sofrendo de uma forte gripe (já sabem a espécie de terrorismo que estavam vivendo os outros passageiros…). além da forte gripe, para completar o momento  infelicidade o dito me para ao lado de uma senhora aparentemente dócil.

o veículo sobe normalmente a ponte, passa pelo mocanguê, quando vai chegando ao vão central pára na clássica retenção nossa de cada dia. parecendo obra e autoria de alguém que não queria a paz naquele ambiente o já informado rapaz gripado começa a desenvolver um ataque de espirros que nada o fazia parar. detalhe, isso tudo em cima da senhora aparentemente dócil.

não teve outra.

a senhorinha com cara da noviça rebelde e comportamento explosivo á-la angela rôrô, pega sua eco bag (bolsa ecológica. para de frescura!!!!) que parecia estar cheinha de tróço pesado e senta-lhe a bolsada no pobre rapaz. aos berros, a vovó violenta informa que não quer gripe h1 suína (palavras da prórpia) em sua vida. pois já haviam muitos problemas para ela resolver…

ela deu tanta bolsada no menino que ele foi parar no motorista, ainda bem que o trânsito estava parado.

sem conseguir expressar qualquer motivação acerca do acontecido, o rapaz da cor de um tomate e com uma raiva danada daquela situação não pensou duas, quiçá três vezes. fechou a mão e meteu um soco na cara da noviça, ops, rôrô, ops de novo, senhora nervosa (fica melhor assim, né?!?!!).

um não, vários… foi uma luta para tirar o cara de cima daquela mulher. os passageiros ficaram em um desespero só. o corredor do grande automóvel o verdadeiro caos. alguns a favor da antiga violenta, que naquele momento já figurava violentada. e outros a favor do garoto. que por conta da sua falta de educação ao espirrar sem pelo menos por a mão na boca, fora educado por uma estranha, em público, e da pior maneira possível.

fiquei de bobeira, como fala-se muito por aí…

as duas figuras estão completamente sem razão, mais bater em pessoas maiores de idade realmente é bem complicado.

ó. não tive essa opnião na hora não. a única coisa que pensava quando o coletivo dirigia-se a delegacia (é senhores, teve delegacia também!) que se um dia eu tiver alguma dúvida que o mundo ainda é dos bárbaros lembrarei desse episódio para refrescar a memória e elaborar melhor minhas opniões.

tô estarrecido até a presente hora.

ê, ê.

cadê o depoimento???

fui para o you tube a caça do comentado vídeo que um ex-pastor da igreja universal abre o verbo e mete o malho no templo do edir macedo e cia.

para surpresa deste que vos escrevem, há vários vídeos com “títulos pegadinha”. a qual o espectador curioso como eu adicionará no campo pesquisa uma informação para busca, e quando olha o conteúdo não é nada daquilo que tá escrito acima.

exemplo. escrevi lá: depoimento pastor igreja universal, apareceram umas 10 opções. cliquei logo no primeiro pois era o mais recente com o título “veja mais um caso absurdo envolvendo a igreja universal“. como cenário, um vitral de gosto duvidoso. e o depoente, um rapaz tajado com camisa de botões e escondendo o microfone que aparece todo tempo informando que após a entrada na referida instituição religiosa ele acredita em um deus vivo…

a forma que a dita igreja utiliza para pregar sua fé sinceramente, não é da minha conta. ado, a-ado, cada um no seu quadrado (é a música babaca de maior serventia para situações como essa). o que não entendo é que processaram o you tube, determinaram a tirada do tal vídeo do ar, e encheram o site com material de gosto duvidoso e títulos enganosos. fazendo-me lembrar e salientar do velho ditado mais apropriado para a ocasião: quem não deve não teme.

para minha sorte, como nem tudo está perdido, (não, eu não localizei, ainda, a filmagem que realmente queria ver.) logo abaixo nas sugestões cliquei em um da maria rita acompanhada do quinteto branco e preto cantando a melhor música do arlindo cruz até a presente.

vamos começar a terça-feira sambando? entreguem-se prá jesus:

já viu tudo na vida?

é sabido que as imagens abaixo és do vídeo mais visto do you tube nas últimas semanas. contudo,  vale a pena fazer um copy do mesmo e perguntar se algum dos senhores leitores conhecem alguma conselheira tutelar para denunciar a insana da mãe e consequentemente levar ao juízo de menores para julgar o processo de perda da guarda dessa criança/adulta? 

judas.

segundo a bíblia, judas dedurou jesus para o rei herodes (ou para o poncio pilatos? xiii, acho que faltei a aula da 1a comunhão nesse dia…) que resultou na crucificação e morte do filho de deus.

derrepente por não esperar que tamanha traição resultasse na morte do messias, o x9 providenciou modelito enforcamento para por fim a própria vida por conta do tamanho arrempedimento.

após 2000 anos do ocorrido acima, como ser humano é bicho espírito de porco mesmo, no último sábado, centenas de vilas e praças brasil afora reproduziram a cena do enforcamento daquele que talvez tenha sido o primeiro traidor da história da humanidade que se tenha relatos até a presente data. não satisfeitos em amarrar pelo pescoço um boneco de pano cheio de jornal por dentro e vestido com roupas velhas, nas 12 badaladas do dia, como manda a tradição, os moradores encheram o pobre de pedras, ovo podre, tomates, até a destruição, quando não é queimado em fogueira, final.

confesso que acho um tanto estranha essa tradição, afinal de contas judas se arrependeu e desesperado acabou com a própria vida. mas, a malhação anual de judas serve para nós, sonolentos porém espertos, brasileiros como uma forma de protesto e sinalização de desagravo em relação a certos personagens da nossa atual história.

empolgado com esse princípio quase cívico, e com uma caixa de ovos podres na mão e tomates estragados na outra, passei a manhã deste sábado escolhendo com minha família quem são os “judas” a serem malhados pelo sabão?:

depois de muito bate boca e canecas de canjica essa é a ordem do enforcamento/linchamento dos nossos judas atuais segundo o juri do sabão?: rosinha garotinho, josé sarney, mulher melancia, pedro bial.

querem alguma explicação do que nos motivou acerca da escolha acima, ou o conjunto da obra de cada ser basta como suficiente para acertar o “quengo” de um deles com uma bela tomatada podre?

euheim?!?!

bbb de quem?

diariamente nossa redação recebe centenas de emails de uma galera nos solicitando informações sobre o big brother brasil da globo.

nada demais, considerando que o dito programa está na nona edição (são 9 anos de existência, dãããã) e desde que fora lançado por essas terras é sucesso nacional. sem contar que durante os 3 ou 4 meses de exibição é sempre assunto das primeiras páginas dos jornais do brasil. seja ele sério ou não.

sinceramente. com todo respeito aos nossos leitores, que entendi na verdade querem uma ácida crítica ao programa e suas peraltíces, mas estou pouco me lichando com o que acontece naquela casa plástica de decoração com gosto duvidoso. não quero, não quero, não quero.

1- não quero mesmo tecer comentários pseudo-sociológicos sobre a dita atração. que no país de miséria absoluta, duas dúzias de playboys e cartas marcadas tenham de sujeitar-se a situações contrangedoras… blá, blá, blá;

2- também não quero, muito menos, comentar as facetas do apresentador-jornalista-psicólogo-poeta-sabetudo-almofadinha pedro bial e suas análises intelectuais sobre o drama e personalidade da presa eliminada. é muita firula para disfarçar a idiotice. bem, considerando o alto salário que o rapaz recebe… quem não queria ler trechos de livros de escritores e filósofos com nomes difícies e desconhecidos da grande maioria espectadora e ganhar os milhões que ele ganha??!!;

3- não quero gastar meu precioso e valioso tempo votando em sites, mandando mensagens, e julgando os personagens em análises dicotômicas (bem x mal);

4- realmente não quero me ver naquela constrangedora situação e imaginando-me nas festas enchendo a cara e falando verdades e mentiras para todo o lado (se bem que as festas são bem bacanas né?!?! ah não, prefiro a combo, moo, e minha gostosa *v a l d i r e n e);

5- também não quero torcer para aquela gente se fazendo de boazinha para melhorar a vida e ser nacionalmente conhecida por algumas semanas;

6- não quero acreditar que no pay per view (tá certo?) da tv a cabo a suruba rola solta embaixo daqueles fedidos edredons, e que vale a pena assinar para acompanhar mais de perto. d-e-u-s   m-e   l-i-v-r-e!!!!;

7- muito menos quero que esse seja meu assunto do ônibus, do escritório, do messenger, do barzinho com os amigos, e dos almoços de domingo;

8- enfim, para lhes dizer mais uma verdade, tenho muuuuuita preguiça quando o assunto é big brother. até pra falar mau me dá canseira. imagina acompanhar esse povo e suas tramas fabulosas e reservar escrita no seu blog favorito para comentar o que a maioria já fatidicamente comenta!?!?!;

9- tô fora!!!!;

10- ê ê.

debate.

o carnaval acabou e assim como as escolas de samba que já começaram a pensar no enredo do ano que vem, com o crescimento/retorno do carnaval de rua, começou o debate do que fazer? no ano próximo para reduzir ou até mesmo abolir o caos que fica toda a cidade do rio de janeiro nos dias de folia. lê-se engarrafamentos, sujeira acumulada, ruas escuras, falta de decoração, criar ou não um circuito para o desfile dos blocos.

em resposta a um pensamento equivocado do blog nosso blog tá na rua do site de o globo, sintetizei em curtas linhas (queria escrever mais, só que o espaço é limintado para 1040 palavras – chato eu?) o que acredito ser interessante para melhoria da coisa.

como os senhores leitores são exclusivos em todo tipo de assunto que estala em minha mente, o escrito fora exatamente o que já desenrolei em algum post abaixo. mas, para que os senhores não fiquem de fora e possam participar do dito debate farei um copy da idéia que lá expressei:

ps.: em posterior análise, reparei que escrevi botâncico e não botânico. devem estar rindo a béça deste que vos escrevem…

26/2/2009 – 19:28
o quizomba arrebentou! além da bateria e criatividade no repertório, o trajeto percorrido pelo dito fora um dos mais confortáveis dos blocos deste ano. estava lotado. mas, os organizadores tiveram a sacação de sair pela esquerda no momento certo.
como visto nos passados dias de folia, não tem jeito, ou a prefeitura toma conta, junto de foliões e os grandes blocos, ou então o que era um bacana retorno definitivo (talvez) do carnaval de rua do rio periga virar programa de índio. alimentar o bairrismo dos blocos após o que testemunhamos nas ruas é no mínimo vaidade ou então não encarar a realidade. 400 blocos (média desse ano) saindo de diversas ruas da cidade vai sempre gerar o caos, não adianta. recife e olinda tem seus espaços para a folia e por anos é o carnaval mais popular e democrático do brasil. as nossas características não se perderão se houver opção pela ordem. o monobloco começou saindo no horto, depois foi pra rua jardim botâncico, saiu na praia de copa, no próximo domingo sairá na av rio branco.

acredite se quiser…

isso é sério.

estava em uma loja de departamento no dia de ontem com dois amigos, quando achamos estranho uma discurssão entre duas amigas em que uma levava em direção ao caixa duas peças do mesmo modelo de roupa. como a dinâmica estava ficando cada vez mais calorosa, resolvemos nos meter e saber o que acontecia:

– o que houve com vocês duas? perguntamos… (nesse momento a que se encontrava com  as ditas peças, correu para o caixa e deixou a amiga falando conosco)

aquela maluca da minha amiga acaba de sair de um regime a qual perdeu 18 quilos, mas acha que ganhará o peso de novo. então, essa é a quinta loja que estamos fazendo compras e a doida leva duas peças de cada para garantir quando ela engordar.

cara de absurdo no ambiente. deixamos aquela cena dantesca e saímos dali correndo para um chopp no devassa.

cadê o tempo?

fim de ano é assim mesmo, quem tem tempo fica sem e quem não tem perde o pouco que tem. entendeu?

pois é meu caro e minha cara, essa semana foi daquelas:

1- se eu reclamar da forma que ela começou mereço uma surra. S H O W   D A   M A D O N N A!!!! depois escrevo a respeito…

2- subi a serra do sul fluminense umas 4 vezes, fui duas à região dos lagos e 2 também foi o número de vezes que fui a uma cidade da baixada. se tivesse programa de milhagem para kilometros rodados já tinha garantido minha passagem de ida e volta para meu carnaval em recife;

3- brasileiro é fo…

a francesa e dj com cara de gato que este que vos escreve gosta muito do som, lê-se miss kittin, tocará daqui a pouco na marina após ter malhado o povo brasileiro em seu site. a época da sua anterior visita, a caruda escreveu em seu blog que a galera daqui “é chata demais pois a assediava sem parar”. e que o champagne dos clubes e festas estavam quente. tá bom…

óbvio que ela mudou de idéia e já disse tudo ao contrário. isso, segundo um amigo, porque o electro não é mais o som que bomba nas pistas como naquele momento (hoje, nas boas pistas undergrounds é o acid house dos 90’s, space disco, disco, e o fino house. gosto muito de todos) contudo periga a moça informada ficar desempregada se continuar de palhaçada e com crise de estrela. nem a madonna é assim. depois falo dela;

4- o hit deste natal é roberto carlos em um duo com caetano seboso, ops, veloso;

5- confesso, sem drama, que neste fim de ano eu tô meio blasê com essa história toda de natal/corre-corre/consumo. repito, sem drama mesmo… além de não ter muita paciência com shoppings, feiras, mercadões e tudo o mais com pessoas fazendo fila indiana e na disputa de quem leva mais. por mais piégas que seja a pergunta: natal é isso?;

6- a pedida do penúltimo sábado do ano, hoje, é a pistinha do dama de ferro (vinícius de moraes, ipanema esquina com a lagoa). pô, 12 horas de festinha e dar uma banana para kittin não tem preço, quer dizer, tem sim porque o dama é bem caro. o que estraga lá, além do $$$, é aquele visual banda de garagem de adolescente grunge que é mantido desde a inauguração da casa (não é pouco tempo) e sua pista não ter sistema algum de iluminação para animar ainda mais os presentes. mas mesmo assim acho que partirei para lá com meus amigos.

espaço.

todo mundo tem algo no dia-a-dia que o deixa irritado… o colega ao lado balançando a perna, pessoas com perfume forte, aquele resfriado interminável, o cachorro do vizinho que não para de latir, e tudo o mais que a mente humana total criativa implicar (é implicar ou emplicar?).

bem, o que deixa este que vos escreve de cabelo em pé, mesmo quando o capilar está raspado, é sentar em um coletivo a qual possui cadeiras enclinadas e o passageiro da frente teima em fazer o mesmo de ônibus leito.

ca-ra-ca que raiva!!!!

isso porque, além de ter 1,86 de altura os ônibus atualmente são absolutamente apertados. e como fala nossa avó: lugar de durmir é na cama.

segunda-feira, como vocês sabem, fui até valença no interior do estado. são mais ou menos 3 horas da capital, onde moro e trabalho. então, sentou-se na minha frente uma garota tão alta como eu só que mais folgada que esse blogueiro que tanto vocês gostam.

não satisfeita em ser alta, a sujeita ainda estava com sono.

poxa vida!

também estava morrendo de sono, estava de ressaca melhor por dizer. mas nem assim fiz minha cadeira de colchão king size ortobon. juro que tento praticar a paciência, mas essa é uma situação que me tira do sério e me torno o pior dos seres humanos.

fiz de tudo, só não troquei de lugar porque não o tinha. quer dizer, tinha, mas não era janela. até poderia sentar no corredor, mas queria janela.

tá vendo a pessoa estranha que fico…

como informei acima, fiz de tudo. até mesmo abrir as passagens de ar acima da minha poltrona (já que a dita estava jogada com a cabeça quase em meu colo).

passados 30 minutos daquele sono de rapunzel que me irritara profundamente, a folgada começou com uma incessante coriza e esfregando os braços como se estivesse morrendo de frio. procurou na bolsa um casaco e não achou.

levantou a potrona tirando o aspecto albergue que se encontrava, e finalmente para alegria desse bruxo que vos fala, ops, escreve, a miss folgada trocou de lugar e foi tirar seu ronco toda esparramada em outro local bem longe do meu dolorido joelho.

como sou mau!!!!

ray-ban.

fui com um amigo ao saara na hora do almoço de hoje procurar um ray-ban classudo. nunca fui de comprar um óculos de sol mas acho que chegou a hora…

anda daqui, anda de lá…

eis que,

ops,

ali.

é aquele alí.

quando olhei a etiqueta com o preço: R$500,00

ca…..

espanto geral!!!

menos do amigo deste que vos escreve. que protamente, começou a encaroçar a venda da pobre atendente. puxou assunto com todos os funcionários da loja, perguntou se aceita cartão, se divide no cheque, se faz crediário, experimentou, pediu para que eu experimentasse, olhou no espelho…

quando por um pequeno e infeliz descuido: “CREC”

o meu querido e ogro amigo, teve de dividir em 10x o óculus que acabara de quebrar.

cara de perplexidade até agora com tamanha violência…

tabela do tempo.

as vezes penso que o dia deveria passar de acordo com o estado de espírito de cada um.

por exemplo:

1- se o sujeito que estiver passando por algum momento difícil, deveria ter em seu dia no máximo duas horas para que sua dor, seja ela qual for, passe o quanto antes;

2- se o matuto estiver bem, de férias em uma praia no caribe digamos, seu dia poderia ter 48h;

3- agora, se o cara for enrolado com uma agenda tomada de compromissos como a minha o dia era para ter no mínimo 72h. queremos fazer tudo-ao-mesmo-tempo-agora.

trabalhar, dar atenção a família, conversar pelo menos uns 40 minutos com cada amigo ao telefone sem ter que desligar correndo e esquecer de retornar, estudar um pouco para a clássica reciclagem e bem breve fazer o que gosta, escolher o restaurante com calma para almoçar, cuidar do corpo e da alma, não precisar correr para pegar o ônibus, a barca ou o metrô, não recusar eventos bacanas durante a semana, não pegar no sono na hora do noticiário noturno, poder executar os projetos sem cobrança, durmir as 8 horas necessárias diariamente, tomar café com toda a precisão de tempo necessária a qual a refeição mais importante do dia requer, realizar todos os compromissos sem pressa e com cautela…

caraca, deixa eu correr que tenho muito o que fazer….