será que agora acorda?

Então.

Desde que Niterói era escrito Nictherói, e ainda sustentava o título de capital do Estado da Guanabara existia a sensação nos nativos do lado de cá em exibir-se da melhor maneira possível. Mesmo que desta forma não estivessem.

O tempo passou. A capital do estado mudou para a recém criada cidade do Rio de Janeiro e a nova capital do Brasil fora inaugurada como Brasília. Incríveis mudanças de rumo foram tomadas nos municípios do país e no Brasil como um todo.

Fala-se de construção de novas linhas de metrô; política sustentável para destinação do lixo e outros detritos; construção de casas populares; descoberta de fraude na contratação de servidores; CPI para inúmeras irregularidades de parlamentares diversos; e discute-se uma nova conduta, mais responsável, da sociedade para os novos tempos. Esse falatório todo, já é conversa de botequim em outras cidades desse imenso Brasil, bem longe daqui. Porque em Niterói, estranhamente, é a 4ª cidade em qualidade de vida dessa nação. E mais estranho ainda que, NADA acontece por aqui.

Coisas boas, e principalmente as ruins. Somos sempre espectadores, coadjuvantes, assistindo o apogeu e o declínio de outras terras e seus políticos estrada a fora. Definitivamente, moramos em uma cidade estranha. Parece uma sub-estação flutuante que desvia de tudo que para cá é lançado. Tudo passa pela ponte, pega a BR 101, e explode em Magé, Itaboraí… Mas os “papa-goiaba” aqui, ilesos e “seguros”, contentam-se com o museu disco voador do vovô Niemeyer e a passarela cafona do Saco de São Francisco nas noites de domingo. Mantendo seu dia a dia no flamigerado status quo, contentando-se com os velhos jargões pseudo-positivos que nos são falados desde o primeiro coqueiro plantado pelo prefeito que vive trincado.

Pior que escutar via rádio o representante mais ausente desta cidade dizendo que merece estar no cargo de Prefeito, é ver o Secretário Estadual da Defesa Civil informando que ao chegar no local do desabamento, Cubango, começou a sentir um cheiro estranho e bem diferente da terra molhada ou da lama. E que ao pesquisar, constatou que a 20 (vinte) anos atrás o terreno que agora tem mais de 60 casas soterradas era um aterro sanitário, clandestino. Ou seja, lixão ilegal.

Me ajudem nas contas. Vinte anos atrás, seria exatamente o período do 1º mandato do atual Prefeito. E a época, fora feita uma força tarefa de embelezamento na cidade que periga ser o motivo pelo qual os descendentes de Araribóia e sua tribo estão cegos diante do tamanho descaso aos serviços essencias na cidade sorriso, como é chamada pela grande imprensa e apaixonados de plantão.

Cidade sorriso que hoje chora seus mortos, e desenterra sua história absurda que fora desabada com a chuva.

Pode parecer estranho a minha análise (Moro em uma cidade estranha, então posso me considerar estranho também), mas essa tragédia, esse desconserto, o caos e a confusão que se encontra em nossas ruas pode, OXALÁ!, desencadear e acordar o espírito voluntário, questionador, humano, e quiçá revolucionário do cidadão dessa terra. Que por anos, ou sempre, se encontra e/ou encontrou adormecido debaixo de um edredon de 436 fios de um grosso material composto de imagem, vaidade, provincia, preconceito, preguiça, vergonha da sua origem, arrogância, medo das novidades e ignorânia.

Nosso tempo é hoje, agora. Mocarzel, Patrimóvel, 1001 Transportes, Zveiter, Vereadores de carreira, o fornecedor de coca-cola do nosso merecedor Prefeito, e todos aqueles que lucram com o inchaço dessa cidade: Isolam-se em suas mansões na piégas e excludente Camboinhas. Pois a paciência do povo tem limite, e o sono dessa gente pode acabar com tanto barulho que a chuva tá fazendo e, principalmente, em ver o sofrimento de mais de 160 conterranêos soterrados na lama, misturada a madeira do seu barraco, e o lixo de 20 anos atrás.

beijo a todos. e sem desculpas pelo desabafo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s