Feriadão!

após um fatídico intervalo que começou na segunda-feira dia 22 de fevereiro, tivemos um merecido e animado feriado. passei longe de chocolates e afins, e aproveitei para por em dia meu velho roteiro cultural básico:

1 – na sexta. total família. muito peixe como manda a tradição, canjica, conversas soltas e no final do dia um chopp amigo porque ninguém é de ferro;

2 – sábado. começamos o dia com um café/brunch na colombo do forte de copacabana. que lugarzinho “chato” é aquele… o melhor é que estava sol mas não aquele calorzão senegalês que deixa qualquer pessoa feliz de mau humor. brisa perfeita, pessoas incríveis ao redor da mesa, bate papo inteligente, e a certeza que realmente o Rio é tudo. pois o forte exibe uma vista privilegiada da praia de copa.

3- ao sair da orgia gastronômica aliada ao delírio da paisagem, rumei para a saraiva do rio sul onde adiantei minha leitura inútil na sessão de revistas daquela mega store. me permiti, já que estava no meio do feriado e queria um dia para fazer coisas suaves. perder o tempo para andar bem devagar, descobrir coisas, e estar em lugares que desse na telha naquele instante. entente?

vamos a saraiva?

lotada!

véspera de páscoa, muitos turistas na cidade, meio do feriadão, e o sol tímido, é aquela coisa. mas estava desproporcional a outros feriados, parece que muita gente não viajou. passeando pela livraria descobri que já existe uma febre diante do chico xavier e do espiritismo, muitos relançamentos, dvds e cartões com mensagens sobre o tema; percebi também que tem muuuuita criança interessada em leitura. a sessão infantil estava lotada. parecia festa de aniversário no mac donald´s; insistindo na respeitável maluquice do povo da moda, quando encaroçava a última nylon que estava dando sopa pelas prateleiras descobri que a sugestão agora é a volta da pochete. brincadeira né?!?! tá duvidando?

4- após caminhar pelo chamado shopping carioca, fui para casa como se não houvesse amanhã…

5- no domingo da ressurreição. pouca conversa, uma canjica amiga no café, e rumo ao centro cultural do rio.

foi ótimo. ruas vazias, temperatura de inverno, sem chuva, e nada de escaldar ao sol. para começar, a encarouçada nos livros da mini travessa do térreo do ccbb, uma volta pelas exposições em cartaz no melhor centro cultural do rio. um cafezinho básico, e atravessar a rua para o simpático e belo casa frança brasil. que por sinal, criou um espaço para leitura dos livros de arte do acervo da instituição tornando o lugar mais brilhante e bacana que já é. uma estante enorme de madeira, mesão ao meio rodeado de bancos do mesmo material, e um lustre modernoso completam a decoração do espaço que ainda tem dois pcs para acesso gratuito a internet. muito legal!!!!

Anúncios

Um Comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s