errou? tudo bem, tente de novo…

as vezes meus discurssos são meio incoerentes por não conseguir pôr em prática as coisas que acredito.

confuso?

pois é.

é dessa forma que me encontro escrevendo o dito post. sacanagem minha né? um tempão sem lhes visitar e quando retorno apresento esses conceitos de crise, etc.

errar é humano e muita das vezes é errando que se aprende.

o pai maior, ou aquele deus que cada um de vocês acreditam, nos dá a oportunidade de cometer erros ao longo da vida, voltar atrás, reparar, desculpar e seguir em frente lembrando do momento apenas como um fato que não voltará a cometer.

é esse meu discursso.

já a prática…

confesso que prefiro ser magoado do que magoar alguém. não é complexo de inferioridade, teste para cargo de mago da perfeição ou muito menos uma espécie de masoquismo emocional que me fora confiado ao longo da vida. sei lá, é assim. com as pessoas que amo então, nem se fala. os amigos, família e com os relacionamentos amorosos gosto de tratá-los com carinho e a certeza que sou sempre a melhor pessoa para estar ao lado deles em qualquer momento da vida. mesmo naqueles dias que não estou bem…

estranho né?!?! me cobro muito me tratando dessa maneira. já melhorei um pouco, mas em certas situações prefiro estar do outro lado do que ser causador de blocos desagradáveis.

na minha insana cabeça, não posso vacilar com ninguém. tenho que ser sempre instrumento de bem estar e satisfação para os que me cercam e os que por mim passam. não tolero ser agressivo, incompreensivo, grosseiro, displicente, distraído, e muito menos dizer não a quem quero bem.

vocês devem estar se perguntando: ele é desse mundo? pois é. também me faço essa pergunta.

cometi um vacilo com uma amiga que amo do fio de cabelo ao dedão do pé. resultado: não durmo, não como direito, e a todo tempo me cobro com a certeza de que se tivesse a oportunidade de voltar o tempo faria exatamente tudo diferente.

que brabo!

é só discursso o que escreverei. mas tenho que fechar o post com algo bacana e verdadeiro, menos para este que vos escrevem pois não consegue por em prática.

vai lá:

voltar ao tempo, impossível. com certeza serei uma pessoa diferente depois do ocorrido e com certeza todos cometem erros e estão aí para repará-los e aprender com eles (eu sei, eu sei. já escrevi isso lá em cima. mas não custa lembrar para tentar fixar na mente). acho que tenho uma conduta “bacaninha” perante ao mundo que vivemos, então porque se cobrar tanto? porque encaro como fim do mundo um deslize cometido que naturalmente existe a possibilidade de ser diferente?

fazer da vida algo mais interessante está incluído os bons momentos que ela nos proporciona, e os difíceis para que façamos de tudo que eles venham nos encontrar “por aqui” uma única vez.

tenho que pedir perdão, perdoar, me perdoar, e aprender.

Anúncios

  1. otavio

    Meu querido Cazé

    A vida é exatamente assim! Erramos e continuamos e se for possivel aprendemos com as experiencias.
    Fique tranquilo, pois mesmo tendo vacilado vc é exatamente como descreve. Uma pessoa com um coração genuíno uma essência que explode alegria e bondade. Não se cobre assim. Mostre a quem de direito que se arrepende e aprende com isso. Quem realmente nos ama perdoa e e nos deixa intactos no mesmo lugar em seu coração.

    Bom dia pra vc e muita alegria.

    Paz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s