lixo.

fiquei 2 anos da minha vida sem comer em fast foods. já fui, acho que ainda sou com uma certa pitada de incoerência, um feroz crítico da comida rápida e de todos os malefícios que o excesso de consumo de mac ofertas traz para o nosso organismo. juro que sei que a parada é bizonha, e uma salada no delírio tropical é bem mais interessante e saudável que um big tasty… mas é foda, a parada é boa demais!!!! é caro, nada nutritivo, calórico, depois de 3 horas estou morrendo de fome de novo, mas é boa demais.

nessa minha época de jejum diante do cardápio colorido do ronald mac donald (depois me lembrem de contar uma história com o ronald mac donald), assisti 6 vezes o clássico “a dieta do palhaço”. super size me, cartaz abaixo, é um documentário delicioso (desculpa o trocadílho) que um cineasta novaiorquino fica 30 dias em uma dieta doida tomando café, almoçando e jantando as iguarias duvidosas da meca mundial da comida fast.

no documentário rola um antes e depois, com a vítima se submetendo a uma bateria de exames para constatar seu perfeito estado de saúde e no final, bem não contarei o final. alerto que a fita tem cenas fortes, principalmente a família viciada em refrigerantes pet e os créditos que não seguiram na versão do cinema.

vale a pena o aluguel de super size me, a dieta do palhaço. ninguém sai do mesmo jeito que entrou.

Anúncios

Um Comentário

  1. Marcelo Guedes

    fala amigo!! essa outra estória do ronald só pode ser aquela do tombo no shopping… acertei?

    No mais, parabéns pelos textos.

    abs
    Marcelo Guedes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s